You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

by Artur Ferraz

Saber indicar o caminho

Em tempos difíceis, uma das atividades fundamentais para uma organização é conseguir decifrar as ondas subtis dos processos complexos de mudança. Muitas vezes, embora os consigamos ler, podemos não ter os óculos epistemológicos para os conseguir interpretar convenientemente e, muitas vezes também, embora os consigamos interpretar não conseguimos indicar o caminho aos restantes elementos da organização. Algumas vezes, por clara falta de tato na forma como o fazemos, outras porque não temos credibilidade para o fazer, outras ainda, porque não dispomos da forma de divulgar o caminho por entre o público certo.

Tratam-se de capacidades diferentes – saber decifrar as ondas da mudança, saber ler a realidade com os óculos epistemológicos corretos e saber difundir essa informação pela organização. Seguramente, será mais fácil encontrar estas capacidades em pessoas diferentes, mas na maioria das vezes essas pessoas terão muita dificuldade em estar alinhadas para conseguirem produzir resultados organizacionais efetivos. Para o sucesso na geração de resultados a este nível, o papel do líder é crítico.

Os líderes diferenciadores reconhecem a necessidade de alinhar pessoas com diferentes capacidades, agregando as suas valências em torno de uma equipa, com uma missão forte e orientadora. Desta forma, o resultado dos esforços individuais ganha uma expressão substancialmente maior, do que a obtida individualmente.

Indicar o caminho, implica iniciar um processo onde as competências individuais são valorizadas para promover a vantagem competitiva de cada pessoa. Implica o ajuste dos Egos e dos interesses individuais, num processo contínuo e dinâmico de negociação.

Desenvolver e manter uma equipa coesa e alinhada pode, desta forma, proporcionar desenvolvimento sustentado, gerando insights sobre os caminhos a trilhar para o futuro, gerando soluções à medida que a realidade se altera e transforma.

Perceber que a prosperidade pode estar relacionada com as capacidades transversais de colaboração nas organizações, exige que se crie uma urgência de ação na direção do desenvolvimento de programas concretos que façam emergir essa capacidade nas estruturas organizacionais.

Criar valor organizacional sustentado nos dias de hoje implica uma profunda noção da forma como os fatores conceptuais influenciam os negócios, no curto e médio prazo, proporcionando assim ferramentas que permitam navegar na complexidade.

As competências necessárias para saber atuar neste tabuleiro são muito diferentes das necessárias há 20 ou 30 anos atrás. O trabalho, tal como o conhecemos, está numa fase de transformação de proporções épicas devido ao desenvolvimento tecnológico atual. A emergência das competências diferenciadoras nos ambientes organizacionais impõe a emergência do desenvolvimento de mentalidades de liderança que saibam indicar o Caminho!

 

Artigo publicado na revista "O Molde", nº 131, Outubro/2021

Latest posts
Author's Profile Photo

About the author

Artur Ferraz é Partner na IBC.

No comments

There are no comments here... yet! Be the first to leave a reply.

Leave a reply